Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Caminhões bicudos ainda tem força na China

Chenglong T7 450 6x4 (3)
A China segue uma tendência própria de mercado de caminhões, diferente do Brasil, que adotou o modelo europeu para os pesados. Recentemente, a empresa Dongfeng começou a testar seu novo modelo, chamado Chenglong T7 450 6×4. Esse caminhão tem vocação rodoviária, é equipado com motor Dongfeng Cummins ISZ450.41 e tem suspensão por molas parabólicas.
Chenglong T7 450 6x4 (2)O modelo é mais um entre dezenas de modelos bicudos vendidos na China, que tem o maior mercado de caminhões do planeta, com vendas anuais superiores a um milhão de unidades. A China também tem uma das maiores malhas de rodovias pavimentadas do planeta, e transporte rodoviário como principal modal.
O projeto começou em 2013, quando a economia da China estava em crescimento constante. Com o crescimento econômico acelerado, o país começou a utilizar cada vez mais caminhões, optando por modelos de médio conforto, com facilidade de manutenção e bom espaço na cabine, já que muito caminhões são dirigidos por dois motoristas, para não parar.
Chenglong T7 450 6x4 (1)
Publicado em 08/09/2015 no Blog do Caminhoneiro.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Pesquisa MercadoLivre Classificados mostra que o consumidor de caminhões preza pela potência do motor

Scania P 200 - Powered by MAN - Motor
Pesquisa online realizada com 25 mil internautas brasileiros interessados no segmento de Caminhões revela as preferências dos consumidores de pesados (caminhões). A marca preferida dos caminhoneiros é a Mercedes-Benz, apontada por 32% dos respondentes. A Volvo vem em segundo, com 19%, logo seguida pela Volkswagen (18%) e a Scania (17%). Ford, Iveco, Hyundai e International tiveram a preferência de 5%, 4%, 3% e 1%, respectivamente. Entre os motivos de admiração da marca, o principal é a história da marca (47%). O melhor motor é o segundo (25%), seguido por design e acabamento (21%) e melhor preço (16%).
Já entre os motivos de compra de um caminhão, o estado geral de conservação do veículo foi o item mais citado na pesquisa (76% de menções), seguido pela disponibilidade de peças no mercado (72%); pelo preço (61%) e a potência do motor (59%). Marca, quilometragem, valor de revenda e equipamentos e acessórios foram também apontados com 53%, 49%, 50% e 39%, respectivamente.
Em relação ao valor a ser investido para trocar ou comprar um caminhão, a maioria (55%) aponta que irá investir de R$ 51 mil a R$100 mil; 31% entre R$ 101 mil e R$ 200 mil; 9% entre R$ 201 e R$ 300 mil e 4% acima de R$ 300 mil.
“Esta pesquisa mostra a diferença entre admirar uma marca e comprar uma marca”, afirma Caio Ribeiro, diretor do MercadoLivre Classificados. “A compra de um caminhão é uma decisão bastante racional: o que vale é o custo-benefício, o que inclui a potência do motor. Este último fator (o motor), aliás, se mostrou estratégico na pesquisa: foi o único que apareceu bem mencionado tanto como motivo de admiração quanto de compra”, completa.
Pesquisar sobre as marcas e os modelos e comparar preços são os principais motivadores dos respondentes para usarem a Internet no processo de compra ou venda de um caminhão, com 96% de citações cada. A busca por lojas/agências e por pessoas físicas também teve 89% de citações.
Outros pontos interessantes são:
· 95% apontam a experiência de comprar/vendar/buscar na internet como Muito Positiva ou Positiva;
· 49% afirmam utilizar as redes sociais para maximizar as vendas de seus caminhões, e 39% também comunica a familiares, amigos e pessoas próximas;
· 46% dos respondentes já utilizaram o MercadoLivre para anunciar, comprar ou pesquisar sobre um caminhão
Publicado em 01/08/2015 no Blog do Caminhoneiro.