Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Onda da violência em Santa Catarina reduz horários de ônibus


Onda de violência em Santa Catarina, com ônibus queimados, tem prejudicado passageiros dos transportes coletivos, além dos grandes riscos à vida de cidadãos. Ônibus estão operando em horários reduzidos. Veículos têm de ser escoltados após às 20 horas em Joinville e após às 22 horas, várias linhas são retiradas de circulação. Foto: RBS
Ataques a ônibus reduzem horários em Joinville
Apenas os ônibus “madrugadão” funcionam depois das 22 horas e com escolta policial
ADAMO BAZANI – CBN
Por causa da terceira onda de ataques a ônibus e prédios públicos em três meses no estado de Santa Catarina, os passageiros têm sofrido as conseqüências.
Só em Joinville, segundo a Polícia Militar, foram cerca de 20 ônibus queimados desde quinta-feira. Houve ocorrências semelhantes em outras cidades catarinenses, como Florianópolis, Maracajá, Criciúma e São Francisco do Sul.
Diante da insegurança, principalmente porque os atentados ocorrem mais na parte da noite, as linhas de ônibus de Joinville só estão operando até às 22 horas.
Muita gente que sai do trabalho mais tarde que isso é obrigada a se reprogramar ou mesmo encontrar outras formas de deslocamento.
No sábado e domingo, apenas as linhas “Madrugadão” prestaram serviços após às 22 horas e todas com escolta policial. São quatro linhas do centro para a Zona Norte e cinco linhas do centro para a Zona Sul.
A frota de veículos após o horário, que era de 80 ônibus, caiu aproximadamente para 30.
Motoristas e cobradores não descartam a possibilidade de fazerem mais paralisações durante esta semana caso as ações violentas não acabem.
Assim como em São Paulo, passageiros e funcionários dos transportes coletivos sofrem por causa da guerra entre o crime organizado e a polícia.
Mas, diferentemente do governo paulista, a polícia em Santa Catarina reconhece publicamente o problema e diz que tem informações de que a ordem para a realização dos atentados parte na maior parte das vezes de dentro de presídios.
Publicado em 03/02/2013 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus
(Com agências)

Nenhum comentário:

Postar um comentário