Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

O brilho e a mensagem dos ônibus de Natal



ônibus de Natal
Ônibus de Natal da Sambaíba, em São Paulo
ônibus de Natal
Ônibus da Noiva do Mar, no Rio Grande do Sul
O brilho dos ônibus Natalinos
Iniciativas de empresas e funcionários dos transportes já são tradição em muitas cidades e acabam sendo uma forma de alegrar a rotina dos passageiros
ADAMO BAZANI – CBN
Por onde eles passam, as reações são as mais diversas possíveis. Admiração, sorrisos, brilhos nos olhos e até lágrimas. Às vezes as pessoas tentam disfarçar, outras não deixam a timidez ou orgulho tomar conta.
Os ônibus natalinos já são tradição em várias cidades, das menores até as metrópoles.
Iniciativas de empresas ou mesmo isoladas dos próprios funcionários dos transportes públicos não deixam de ser uma maneira de alegrar a difícil rotina dos passageiros e de, por alguma maneira, dizer “obrigado” a população que é a verdadeira razão de um serviço de ônibus existir.
Ônibus são para pessoas e como a própria origem do nome diz, são para todos.
E como são para pessoas, os ônibus transportam sonhos. E nada melhor que o Natal para expressar isso. Natal é época de sonhar, de o adulto voltar à pureza de coração de uma criança, Natal é viagem, uma viagem ao interior. E que tal pegarmos nosso “ônibus dos sentimos” e irmos lá dentro, no nosso fundo do coração, e embarcarmos nossos bons desejos e levá-los a um local de destaque entre nossas metas?
Ônibus natalinos simples, às vezes com um adesivo apenas, outros mais decorados, cheios de iluminação e até corais de música. Papai Noel que dirige e transporta os passageiros no seu dia a dia, ônibus que é usado para levar solidariedade ajudando instituições que atendem aos mais carentes, enfim, ônibus natalino é parte já desta época do ano na qual as pessoas têm a oportunidade de refletir.
ônibus Natal
Ônibus enfeitado para transporte de turistas, no Paraná
ônibus Natal
Em diversos países, os ônibus natalinos também são tradição.
Deixe as luzes destes gigantes serem indutoras de uma luz maior, que existe dentro de cada um, mas que às vezes, precisa ser redescoberta. E os ônibus natalinos acabam ajudando isso, mesmo em meio ao estresse das cidades.
Eles levam alegria e solidariedade, conforto e um carinho, tudo o que o mestre desta data, Jesus Cristo, pregou. E seus ensinamentos são também para todos, independentemente de crenças ou religiões. As pessoas podem até não acreditar em Jesus como Deus, como Salvador, mas devem reconhecer a importância de sua mensagem de amor ao próximo. Amar ao próximo é sobretudo pensar no coletivo.
Feliz Natal.
Publicado em 25/12/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

Mini-ônibus Bravis já está em produção



Kamaz Marco

Fruto da parceria entre a russa Kamaz e a brasileira Marcopolo, o mini-ônibus Bravis teve linha de produção inaugurada em dezembro. Executivos das duas empresas estiveram presentes e anunciaram que a estimativa é que até 2016, a joint-venture Kamaz Marco tenha capacidade de produção de 3 mil ônibus por ano. Para 2013, a previsão é de 500 unidades do Bravis. Foto: Divulgação da Kamaz.
Pequeno ônibus Bravis já está em produção
Veículo é fruto da parceria entre a russa Kamaz e a brasileira Marcopolo e vai atender a parte da Europa
ADAMO BAZANI – CBN
O mini-ônibus Bravis já está em produção na Rússia, informa a imprensa do País. O pequeno veículo é fruto da parceria da fabricante de chassis russa Kamaz e da brasileira Marcopolo, que faz carrocerias.
A estréia internacional do ônibus, que será comercializado para boa parte da Europa, ocorreu no dia 14 de dezembro, na 2ª Edição do Fórum Empresarial Brasil-Rússia, em Moscou, que contou com a presença da presidente brasileira Dilma Rousseff.
A chefe de Estado brasileira esteve no País em uma série de eventos para fortalecer as relações comerciais entre as duas nações.
Um protótipo foi apresentado pela primeira vez no Comtrans-2011, evento voltado para os empresários de transportes, e despertou interesse por suas dimensões reduzidas e baixo custo operacional informado pelas fabricantes.
CARACTERÍSTICAS:
O mini-ônibus tem capacidade para transportar 21 passageiros sentados. A carroceria foi desenvolvida pela Marcopolo e o chassi é KAMAZ 3297. O motor é da Cummins e atende às exigências de redução de poluição baseadas nas normas internacionais Euro 4. (No Brasil já está em vigor legislação que se baseia num conjunto mais avançado, o Euro 5). A transmissão do pequeno Bravis é da ZF, o eixo Daimler e os freios da Knorr Bremse.
PLANOS COMERCIAIS:
A perspectiva para o ano de 2013 é de produção de 500 unidades do pequeno ônibus.
Em setembro de 2011 foi firmada uma joint-venture entre a russa Kamaz e a brasileira Marcopolo, formando a “Kamaz – Marco”, que também abre caminho para o encarroçamento de outros modelos pela Marcopolo no mercado russo.
O mini-ônibus atende às exigências em relação aos transportes de passageiros previstas pela CEI – Comunidade dos Estados Independentes, formada por ex- repúblicas soviéticas. O veículo é fabricado na planta OJSC “KAMAZ” – OJSC “NEFAZ” – Neftekamsk, República da Bashkortostan.
Até 2016, a joint-venture Kamaz – Marco pretende ter capacidade de fabricar 3 mil ônibus por ano.
“A linha de produção do Bravis foi inaugurada solenemente com a presença do diretor-geral da Marcopolo na Rússia, Iúri Caio, do diretor-geral-adjunto da Kamaz para equipamentos especiais, Nikolai Pronin, do diretor-geral da joint-venture russo-brasileira Kamaz-Marco, Ilchat Singatullin, assim como de executivos da Nefaz e representantes das empresas distribuidoras”, segundo a MetalInfo.
Publicado em 25/12/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Emplacamentos de ônibus crescem e Marcopolo Torino lidera o mercado geral


onibus
Vendas de ônibus na primeira quinzena de dezembro em comparação a primeira quinzena de novembro tiveram expressiva alta de 52,28%. Mas no acumulado do ano frente a 2011, a queda é de 13,85%. O modelo mais vendido do mercado continua sendo o urbano Marcopolo Torino, sobre chassi Mercedes Benz, com um total de 2 mil 683 unidades. Foto: William Bispo
Vendas de veículos sobem 20% em dezembro, de acordo com a Fenabrave
Elevação dos emplacamentos de carros e comerciais leves foi de 22,19% e de ônibus e caminhões, a alta chegou a 15,44%
ADAMO BAZANI – CBN
O mercado de automóveis, que oscilou durante todo o ano, registrando inclusive quedas substanciais de vendas, começou a reagir de maneira mais forte na reta final do ano.
A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou nesta terça-feira, dia 18 de dezembro, os números de emplacamentos de veículos referentes a primeira quinzena de dezembro.
De acordo com os dados da Federação, foram emplacados 273 mil 412 veículos, entre motos, carros de passeio, comerciais leves, caminhões e ônibus. O número é 19,55% maior em comparação a primeira quinzena de novembro, quando saíram das lojas e concessionárias 228 mil 700 automotores.
O total é 2,03% maior se for comparada a primeira quinzena útil de dezembro deste ano com igual período de 2011, quando foram emplacados 267 mil 970 veículos.
Na comparação do acumulado entre janeiro e a primeira quinzena de dezembro deste ano com o acumulado de 2011, foram vendidos menos automóveis. Os emplacamentos caíram 1,44 % neste intervalo de 2012 com 5 milhões 349 mil 713 veículos ante 5 milhões 428 mil 024 unidades.
Por segmentos, os números mostram realidades diferentes. Na comparação de um ano para o outro, as vendas de carros leves aumentaram na primeira quinzena de dezembro, enquanto de veículos pesados registraram queda.
CARROS DE PASSEIO E COMERCIAIS LEVES:
Na primeira quinzena de dezembro, foram emplacados 181 mil 623 veículos de pequeno porte, dos quais 141 mil 444 carros e 40 mil 179 comerciais leves. A alta sobre a primeira quinzena de novembro foi de 22,19% e na comparação com os primeiros quinze dias de 2011, a elevação nas vendas foi de 15,29%.
No acumulado do ano, os emplacamentos de veículos pequenos, de acordo com a Fenabrave, cresceu 6,72%, somando 3 milhões 472 mil 285 veículos ante 3 milhões 253 mil 614 unidades.
ÔNIBUS E CAMINHÕES:
O mercado de ônibus e caminhões registou recuperação na primeira quinzena de dezembro, após forte retração por causa da desaceleração econômica e da entrada de uma nova tecnologia de redução de emissão de poluentes, com base nos padrões internacionais Euro V, que deixou os veículos movidos a diesel mais caros.
Na primeira quinzena de novembro, foram emplacados 9 mil 38 veículos pesados, dos quais 7 mil 270 caminhões e 1 mil 768 ônibus. A alta foi de 15,44% em relação à primeira quinzena de novembro. Destaque para o setor de ônibus, que emplacou 52,28% mais veículos na comparação com os primeiros quinze dias úteis de novembro.
No entanto, na comparação com a primeira quinzena de dezembro do ano passado, os emplacamentos de pesados registraram queda de 3,47%. Essa queda foi puxada pelo setor de caminhões, que teve perdas de 5,68%. Na comparação no mesmo período, foram emplacados 6,83% ônibus a mais.
Mas na comparação de acumulados dos anos, os dados não são nada positivos para o mercado de veículos pesados.
A queda é de 18,62%, com 160 mil 907 unidades ante 197 mil 718. A baixa nos emplacamentos de caminhões foi de 19,57% com 132 mil 468 unidades contra 164 mil 706. Já as vendas de ônibus, segundo a Fenabrave, tiveram queda de 13,85% com 28 mil 439 unidades entre janeiro e a primeira quinzena de dezembro deste ano. No acumulado de 2011, foram emplacados 33 mil 012 ônibus
MARCAS E MODELOS DE ÔNIBUS:
O levantamento mostra que a Mercedes Benz lidera os emplacamentos de ônibus de diversos segmentos com mais de 40% do mercado.
Confira os números do acumulado do ano com a relação de marcas / unidades / participação de mercado
1º) Mercedes Benz – 12.435 – 43,73%
2º) Volkswagen/MAN – 7.593 – 26,70%
3º) Marcopolo – 3.163 – 11,12% (considerando os mini-ônibus Volare, que são vendidos completos, com chassi da Agrale)
4º) Iveco – 1716 – 6,03%
5º) Volvo – 1.633 – 5,74%
6º) Scania – 1003 – 3,53%
7º) Agrale – 653 – 2,30%
8º) International – 57 – 0,20%
Modelos de Ônibus:
Por segmentos, os números de emplacamentos referentes ao acumulado do ano mostram predominância da Mercedes Benz entre as marcas. Enquanto a Agrale com o Volare, da Marcopolo, lidera as vendas de ônibus pequenos, todos os outros segmentos têm a Mercedes como líder.
– Micro-ônibus:
Marcopolo/Volare W9 – 863 unidades
- Ônibus Midi:
Mercedes Benz / Mascarello Gran Midi – 221 unidades
- Ônibus Urbanos
Mercedes Benz / Marcopolo Torino – 2.683 unidades.
- Ônibus Rodoviários:
Mercedes Benz / Marcopolo Ideale – 932 unidades.
MOTOS:
O segmento de motos registou alta na comparação entre as quinzenas, mas no acumulado do ano teve vendas em baixa.
Na primeira quinzena de dezembro, foram emplacadas 75 mil 186 motos e na primeira quinzena de novembro foram 65 mil 525 unidades. Na comparação entre estes dois períodos, a alta foi expressiva, de 14,74%. Mas na comparação entre a primeira quinzena de dezembro deste ano e a primeira quinzena de dezembro de 2011, a queda foi de 20,21%. Nos quinze primeiros dias úteis de dezembro de 2011, foram emplacadas 94 mil 224 motos.
No acumulado de 2012 até agora comparando com o acumulado de 2011, as perdas são de 14,48%, com 1 milhão 584 mil 684 motos contra 1 milhão 841 mil 249 unidades.
Publicado em 18/12/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

domingo, 16 de dezembro de 2012

Empresa da Marcopolo assume controle acionário de fabricante de ônibus rodoviários na Argentina



Metalsur
Metalsur, encarroçadora de ônibus rodoviários da Argentina, teve controle assumido pela Metalpar, empresa com participação da brasileira Marcopolo, que amplia a participação no País. Entre os veículos de destaque da Metalsur estão modelos rodoviários de dois andares de alto padrão
METALPAR AMPLIA ATUAÇÃO E ADQUIRE CONTROLE DA METALSUR, FABRICANTE ARGENTINO DE ÔNIBUS RODOVIÁRIOS
Com aquisição, coligada da Marcopolo ingressa no segmento rodoviário
Metalpar S.A., fabricante argentino de ônibus urbano e pertencente à Marcopolo S.A., e à Inversiones Loma Hermosa, da Argentina, assinou nesta sexta-feira, 14 de dezembro, contrato para a compra de 51% de participação na empresa Metalsur Carrocerias S.R.L., também argentina. O montante a ser desembolsado entre os sócios será de US$ 9 milhões.
Segundo a direção da Marcopolo, a aquisição tem por objetivo ampliar a atuação no mercado argentino e aumentar a oferta de modelos para os clientes, uma vez que a Metalpar é especializada na produção de ônibus urbanos e a linha da Metalsur complementará o portfólio com veículos rodoviários.
“Com mais esta aquisição a Marcopolo segue o seu plano de crescimento e de investimentos, agora com presença mais forte no mercado argentino de ônibus rodoviários, porque, além dos produtos que hoje exportamos do Brasil, iremos produzir localmente. Assim, poderemos oferecer uma linha completa de modelos, desde urbanos até os rodoviários de dois andares”, explica Ruben Bisi, diretor de estratégia e marketing institucional.
A Metalpar, que passou a ter a participação da Marcopolo em 2010, é líder argentina na produção de ônibus urbanos, com volume de 1.387 unidades nos primeiros 11 meses de 2012. A empresa conta com 700 colaboradores, possui operação em Loma Hermosa, em área total de mais de 50 mil metros quadrados, e capacidade para produzir 16 ônibus por dia.
A Metalsur, fundada em 1989, é especializada na fabricação de carrocerias de ônibus rodoviários, com destaque para os modelos de dois andares (Double Decker). A companhia é sediada na cidade de Rosário, Província de Santa Fé, Argentina, e produz em média 200 unidades de ônibus de dois andares por ano.
Fonte: Secco Comunicação – Assessoria Marcopolo
Publicado em 14/12/2012 no site Blogpontodeonibus.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Ônibus elétrico recarrega bateria sem necessidade de fio



onibus
Universidade dos EUA desenvolve ônibus elétrico cujas baterias são recarregadas nas paradas por indução magnética. A vantagem é que as baterias podem ser menores e a recarga é feita de maneira rápida. Divulgação.
EUA desenvolvem ônibus elétrico que recarrega bateria sem fio
Veículo usa sistema de indução magnética, igual Smartphone
ADAMO BAZANI – CBN
Ônibus com formas de tração alternativas ao petróleo já são realidade e devem estar cada vez mais presentes nas cidades. O processo é irreversível.
Os esforços agora são para deixar estes veículos mais práticos e baratos.
Pesquisadores da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, deram um importante passo neste sentido.
Eles desenvolveram um ônibus elétrico que recarrega as baterias por indução magnética: é o Aggie Bus, que já está circulando em Logan, onde está a universidade.
O veículo para nos pontos para embarque e desembarque de passageiros. No local há uma plataforma que realiza a transmissão de energia para os captadores do ônibus. Para que isso funcione, há transformadores no solo e no veículo.
Por conta da dificuldade de parar o veículo com precisão no local onde estão os equipamentos, há uma espécie de margem de tolerância.
Se o motorista parar cerca de 15 centímetros fora da localização do equipamento, a condução elétrica de 25 kW para as baterias terá 90% de aproveitamento.
De acordo com os pesquisadores, pelo fato de os ônibus terem rotas determinadas, é possível calcular a autonomia das baterias e qual a distância necessária entre um ponto e outro. Como as recargas são constantes, as baterias podem ser menores, representando menos peso para o motor tracionar e menos espaço ocupado na carroceria, o que representa mais economia, menos desgaste de peças e maior espaço para os passageiros.
O projeto foi aprovado pelo governo de Utah e a universidade criou uma empresa própria, a WAVE, para desenvolver sistemas de baterias que possam receber recarga de 50 kW a cada parada e assim, fazer um ônibus de maior porte.
O protótipo da Universidade é um modelo pequeno.
A indução magnética do ônibus funciona como o sistema de recarga sem fio de Smartfones  mas com dimensões e cargas diferentes.
Publicado em 06/12/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus