Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

São Caetano implanta bicicleta como transporte público



ônibus
Bicicleta também pode ser transporte público. É o que vai provar a cidade de São Caetano do Sul, no ABC Paulista, a partir deste domingo. Não se trata de aluguel de bicicleta. Após pagar uma inscrição válida por seis meses, o cidadão pode usar gratuitamente por 45 minutos por dia bicicletas cedidas pela empresa Brasil e Movimento contratada pela Prefeitura. Futuramente, sistema deve se integrar com ônibus. Na foto, uma campanha multimodal. ÔNIBUS traz mensagem sobre distância segura entre CARROS e BICICLETAS.

São Caetano implanta sistema de transporte público por bicicleta
Objetivo é integrar os serviços aos ônibus e trens que passam pelo município.
ADAMO BAZANI – CBN

Que bicicleta é meio de transporte, e não apenas de lazer, a sociedade brasileira já tem tomado consciência.
Mas o que ainda não é comum nas cidades brasileiras e que já acontece em outros países é a bicicleta como transporte público.
Ou seja, o cidadão não precisa ter uma bicicleta para se locomover com este veículo.
A partir deste domingo, a Semob – Secretaria de Mobilidade de São Caetano do Sul, no ABC Paulista, implanta o sistema SancaBike pelo qual será possível usar bicicletas públicas para deslocamentos dentro da cidade.
Não se trata também de aluguel de bicicletas já que o cidadão poderá usar gratuitamente o veículo por 45 minutos. Depois deste tempo pode usar de novo, mas terá de dar um intervalo de 15 minutos para controle do sistema e pagar o uso adicional.
Inicialmente, o programa SancaBike contará com 70 bicicletas e vai funcionar por seis meses como teste. O objetivo é aumentar para 300. Serão seis estações para pegar e devolver as bicicletas: duas na Avenida Presidente Kennedy em frente ao Parque das Crianças e à Praça dos Imigrantes, uma na Praça dos Violeiros, outra ao lado do Hospital Albert Sabin e duas na Avenida Goiás, no Centro Digital e na Praça 1º de Maio.
As estações vão funcionar para a retirada da bicicleta das 05 horas à meia noite e a devolução pode ser feita durante todo o dia.
USO VAI PRECISAR DE CADASTRO:
Como forma de apresentação à população, neste domingo, na Avenida Presidente Kennedy qualquer um poderá usar as bicicletas. Mas para o dia a dia, será necessário um cadastro pelo site da empresa Brasil e Movimento que vai operar os serviços na cidade: www.brasilemovimento.com.br
O cidadão informa seus dados e paga R$ 10,00 para efetivar um cartão que serve como passe.
Também é necessário pagar uma taxa de R$ 5,00 uma vez, para ter cobertura de um seguro de acidentes.
Quem não devolver a bicicleta em 24 horas paga multa de R$ 450,00 mais as horas excedentes acumuladas após o período gratuito e tem uma denúncia no sistema. Devolvendo em até 27 horas depois da retirada da bicicleta, a denúncia é cancelada.
COM ÔNIBUS:
O próximo passo da Prefeitura de São Caetano é integrar o SancaBike com os ônibus municipais, intermunicipais e trens da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, inicialmente com integrações físicas, ou seja, nos mesmos locais, sem por enquanto integrações tarifárias.
O objetivo é estimular o cidadão a deixar o carro em casa e aliviar os congestionamentos e poluição.
Pequenos deslocamentos, desde que a pessoa tenha condição física mínima e equilíbrio, podem ser feitos por bicicletas. Depois os deslocamentos maiores podem ser completados por sistemas troncais de transporte coletivo, como os ônibus de linhas centrais ou corredores, trem e metrô.
Segundo Cristina Baddini, engenheira civil e mestre em transportes e trânsito, a iniciativa da Secretaria é válida também para a criação de uma cultura de uso racional do automóvel.
Ela diz que atualmente, 80% da população mundial viajam de ônibus, trem, metrô e bicicleta e apenas 20% de carro particular nas cidades. Mas os automóveis para transportarem estes 20% ocupam 70% do espaço urbano.
“Não necessitamos de uma tonelada (peso de um automóvel) para transportar 70 kg (peso de uma pessoa). A preocupação com a sustentabilidade do planeta está fazendo com que o uso da bike cresça. A chegada da internet fez com que o movimento de ciclistas crescesse e deu agilidade à organização de pedaladas e manifestações.Trouxe também uma sensação de triunfo pessoal a cada cicloativista, que sabe estar fazendo parte de um movimento global de luta pela sustentabilidade, pela redução de poluentes, por cidades mais humanas.” – disse a especialista.
Publicado em 30/09/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

Nenhum comentário:

Postar um comentário