Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Centro do Rio expande BRS. Sistema agora vai para Zona Norte

BRS Presidente Vargas
Trânsito é complicado na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro. Pelo local, passam cerca de 4 mil ônibus por dia. Faixas preferenciais do sistema de BRS deve reduzir tempo de viagem no transporte coletivo, acredita a Prefeitura do Rio de Janeiro, como foi anunciado em outros sistemas na zona Sul e no Centro. Agora é a vez da zona Norte da cidade receber as faixas preferenciais de ônibus. Foto: Alexandre Vieira / O DIA.

BRS avança pelo centro do Rio de Janeiro e vai para a Zona Norte
Avenida Presidente Vargas ganha novo sistema com faixas laterais,
ADAMO BAZANI – CBN

O sistema de BRS – Bus Rapid Service, que consiste em faixas preferenciais para ônibus, com maior segregação que o tráfego convencional mas com menos exclusividade que os corredores do tipo BRT (Bus Rapid Transit), continua avançado pela região central do Rio de Janeiro.
A Avenida Presidente Vargas ganha mais faixas nas pistas laterais. Há mais de um mês, a via já havia recebido o sistema na pista central.
As faixas vão operar de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 21 horas entre a Rua de Santana e Candelária. Aos finais de semana, o trânsito de carros é liberado.
Pelas faixas serão proibidos os carros de passeio, motos e caminhões, a não ser para conversões ou para a entrada em garagens.
Os pontos de parada foram divididos em seis grupos por toda a extensão, reduzindo o número, o que deve ampliar a velocidade operacional dos veículos. Estes seis grupos totalizam 19 pontos no sentido Candelária e 22 no contrário.
Pela Presidente Vargas passam diariamente 4 mil ônibus, que prestam serviços em 219 linhas municipais e em 38 intermunicipais.
A distância entre os pontos das linhas municipais é de cerca de 700 metros. Quem precisa de ônibus intermunicipais vai precisar andar: entre um ponto e outro, é cerca de um quilômetro e meio.
Nas duas primeiras semanas de operação, não haverá multas para os motoristas que invadirem o espaço dedicado preferencialmente para os ônibus.
Depois, a fiscalização será severa, promete a prefeitura do Rio de Janeiro.
Serão onze radares e 80 agentes de fiscalização da CET – Rio de Janeiro.
Quem invadir a faixa de ônibus, segundo a Prefeitura, vai ser multado em R$ 53,20. Já o ônibus que sair de seu espaço preferencial vai receber multa de R$ 85,13.
ZONA NORTE É O PRÓXIMO OBJETIVO:
Mesmo não tendo a mesma vantagem do BRT, que exige uma estrutura para a implantação porém separa totalmente o ônibus do congestionamento, o sistema de BRS traz uma redução de tempo das viagens dos ônibus e pode organizar os serviços de transportes.
No ano passado, começou a ser implantando na zona Sul do Rio de Janeiro, entre Ipanema, Leblon e Copacabana.
Estas faixas na Avenida Presidente Vargas são da última etapa de implantação na Região Central.
Agora o objetivo da prefeitura do Rio de Janeiro é levar o BRS para a Zona Norte, que terá as vias que vão receber o sistema ainda definidas pelos técnicos em transporte.

Publicado em 17/04/2012 por Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. Blogpontodeonibus

Nenhum comentário:

Postar um comentário