Rio -  A frota que vai circular nos corredores exclusivos de ônibus — BRTs — terá botão de pânico. O mecanismo vai ajudar os motoristas a avisar em tempo real situações de risco, como assaltos. Ao ser acionado, o dispositivo mostra a imagem do interior do veículo em prioridade na tela do Centro de Controle Operacional (CCO), que vai ficar no Terminal Alvorada, na Barra da Tijuca. Outra novidade é o computador de bordo, que permite que o operador de tráfego converse com o condutor.
A tecnologia já estará em funcionamento nos ônibus articulados e biarticulados do Transoeste, primeiro corredor que vai entrar em operação, ligando Barra da Tijuca-Santa Cruz, que está em implantação. A previsão é que esse BRT seja inaugurado em maio.
Primeira estação do BRT inaugurada na Av. das Américas: embarque mais rápido, por plataforma | Foto: Alexandre Vieira / Agência O Dia
Primeira estação do BRT inaugurada na Av. das Américas: embarque mais rápido, por plataforma | Foto: Alexandre Vieira / Agência O Dia
O diálogo entre motorista e o centro de controle será feito por microfone, que abre um canal de escuta viva-voz que pode ser acionado a qualquer momento pelo operador. Desta forma, o condutor poderá ser informado em tempo real sobre incidentes no trajeto que possam atrasar a viagem. “O microfone permite ouvir a conversa do motorista e de pessoas que próximas a ele”, explicou o coordenador de controle da Secretaria Municipal de Transportes, Alberto Nygaard. No caso de assalto, por exemplo, o controle ouvirá as ameaças do bandido e acionará a polícia rapidamente.
O computador de bordo também transmitirá mensagens pré-formatadas para o motorista e vai informá-lo se o percurso está sendo feito no tempo previsto. “Quando piscar a luz verde, ele está dentro da hora. Se for vermelha, o veículo está atrasado na viagem”, explicou Nygaard.
Em fase de estudo está a tecnologia que dará ao usuário, por torpedos no celular, o tempo previsto de parada das linhas de BRT em cada estação. “De dentro do ônibus, a pessoa manda um SMS com o número da linha em que está. A resposta traria os horários previstos de parada para aquele ônibus”, informou o coordenador.