Palestra para Motoristas

Palestra para Motoristas
Arquivo: HighPluss Treinamentos, 2017.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Novos motores de caminhão vão exigir cuidados especiais

Nem mesmo os veículos pesados vão escapar de uma “reforma” para poluir menos o ar em 2012. Desde que foi anunciada a Proconve-P7 (fase 7 do Programa de Contre da Poluição do Ar por Veículos), começou o trabalho para a implantação de motores menos poluentes.
E eles começarão a equipar os veículos comerciais a partir de janeiro do ano que vem. Prometem uma economia de combustível, redução de 60% no óxido de nitrogênio e 80% das emissões de material particulado. Mas nada disso vai adiantar se os motoristas não tiverem cuidado com a manutenção extra.
Por isso alguns fabricantes como a Mercedes e a Ford criaram programas de treinamento. A nova tecnologia exige algumas particularidades como o diesel ter menos teor de enxofre e conter adição do fluido Arla 32, responsável pelo pós-tratamento dos gases de escape.
Trata-se de uma tecnologia adotada por todas as fabricantes do mercado nacional. Algumas montadoras como a alemã MAN e a chinesa Foton, oferecem o sistema EGR que reaproveita os gases de exaustão e dispensa o uso do Arla 32.
Nos veículos brasileiros, o motorista terá ajuda de um indicador no painel do nível de Arla 32, para saber o momento certo de recolocar o fluído no tanque. Dessa forma, o tanque que comporta o produto terá que ser preenchido a cada três ou quatro reabastecimentos de diesel.
Caso o condutor não coloque o fluído, o motor perderá potência gradativamente até que o reabastecimento se torne obrigatório. O novo fluído estará disponível nas redes de distribuidores das marcas e nos postos de combustível.
Para explicar a importância do Arla 32, as principais fabricantes estão iniciando um treinamento intensivo com os vendedores e técnicos que compõem o quadro dos funcionários. O trabalho começou antes mesmo da Fenatran, sacão internacional do setor dos transportes que ocorreu em São Paulo em outubro e marcou a apresentação do Proconve P-7 ao público nacional.
As concessionárias também trabalham forte para tentar instruir os motoristas antes mesmo deles comprarem os novos veículos. Prova disso é a Ford que lançou em seu site uma página educativa para explicar os benefícios econômicos da tecnologia para os motoristas e ensinar a maneira correta de se portar com o novo motor.
Além disso tudo, os novos motores vão exigir um novo tipo de óleo diesel o S-50, ou seja, com menos enxofre (50 partes por milhão, contra os atuais S-500 e S 1800). A responsável pela distribuição desse novo produto será a Petrobras que garante a rede postos pronta para atender a demanda a partir de janeiro de 2012. A partir de 2013 o S-50 já será substituído pelo S-10, ainda menos poluente.

Publicado em 30/11/2011 no http://carros.viaki.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário